As Valkírias – Paulo Coelho

Esses dias, aproveitei umas horinhas livres na semana e dei uma passada em um dos meus lugares favoritos do mundo: no sebo. Eu não estava com a intenção de comprar nenhum livro, mas essa capa me chamou muito a atenção.

Já tinha lido “O diário de um mago”  lááá no ensino médio, mas eu não me recordo muito bem da história. Então decidi comprar esse livro a fim de conhecer melhor a obra do Paulo Coelho. Fiquei com medo de me arrepender, porque eu já ouvi mais críticas do que elogios sobre o autor, mas resolvi arriscar.
Eu simplesmente devorei o livro em 5 dias.
A obra é quase que 100% autobiográfica, já que o próprio Paulo diz que existem dois trechos de ficção, “apenas para que o leitor pudesse compreender melhor os fatos narrados”. O livro fala sobre uma viagem de Paulo Coelho e sua esposa, Christina Oiticica, pelo deserto de Mojave (EUA), realizada em outubro de 1988. O motivo da viagem: O escritor desejava conversar com o seu anjo da guarda.
Ele vai até o deserto orientado pelo seu mestre, J, que diz que lá ele poderia encontrar pessoas que iriam auxiliá-lo a cumprir essa missão. Conversar com o anjo era a única forma de quebrar um maldição da vida de Paulo (e que está presente na vida de muitas pessoas também): Destruir tudo aquilo que se ama. Já no deserto, o mago conhece Took, um jovem que ajuda Christina a entender um pouco mais esse mundo louco em que seu marido vive, e as Valkírias, um grupo de belas mulheres que andam pelo deserto falando de coisas místicas.
Destaque para uma passagem do livro em que Paulo narra um experiência surreal que ele teve na época em que era parceiro de Raul Seixas. É impressionante.
Eu me identifiquei muito com a esposa de Paulo, que passa por um processo de descoberta nessa viagem que eu também já passei (ou por algo parecido). E esse negócio de “destruir tudo aquilo que se ama” também é algo que não me é estranho. Afinal, quem nunca fez uma bela burrada com alguém especial? E muitas burradas? Quem gosta de “olhar para dentro” com o objetivo de viver melhor “aqui fora”, vai gostar muito desse livro. Com certeza, Paulo Coelho entrou na minha lista de escritores favoritos.

E olha que legal, o livro está disponível na internet em PDF

As Valkírias
http://www.bookbrasil.com.br/books/ovalkirias.pdf

8 comentários sobre “As Valkírias – Paulo Coelho

  1. Anônimo

    me chamo valquíria,esse nome minha mãe escolheu antes q eu viesse ao mundo,porem sem saber o significado dele.hoje tenho todas as características:sou guereira,batalhadora,e muito brava,qdo entro em uma batalha e p/ ganhar.

  2. Kalline coutinho

    Caro paulo, seus livros me da insparação para leer, pois só conheci os seus livros por causa de uma professora de história
    quando ela me falava de um trecho do seus livros dava vontade de ler todas as páginas até acabar….

  3. Vanessa

    Obrigada para essa crítica! Sou francesa mas tento manter o meu nível de português lendo Paolo Coelho! Essa tarde vou começar a leitura do livro “As Valquírias”… Espero que será uma boa leitura 🙂

Obrigada pelo comentário! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s