Extraordinário – R.J Palacio

capa_extraordinário_red (1)..........

Ser apenas mais um na multidão.

Esse é o simples desejo de August Pullman, o personagem principal do livro “Extraordinário”, escrito pela americana R.J Palacio.

Auggie, como é conhecido por todos, é um garoto de 10 anos que gosta de tomar sorvete, jogar Xbox e colecionar objetos do Star Wars. Nada de diferente para um menino de sua idade, a não ser por um motivo: Ele é portador de uma doença genética rara, que o fez nascer com algumas deformidades no rosto.

Era inevitável. Desde pequeno, Auggie teve que conviver com olhares assustados, comentários maldosos e todo o tipo de situações desagradáveis, por conta de sua aparência diferente. Até que um dia, sua mãe lhe dá uma notícia inesperada: Ele teria que frequentar a escola. Seus pais, sempre tão protetores e carinhosos, acreditam que as aulas em casa já não são suficientes, e Auggie precisa finalmente enfrentar o mundo lá fora.

E é na escola que o garoto passa a enfrentar a realidade da vida, enfrentando o preconceito, bullying e humilhações por parte de alguns colegas.

É um livro infanto juvenil, mas que me tocou de uma forma que poucas obras conseguiram.

O tempo todo me coloquei no lugar de Auggie. Como seria viver com as pessoas me apontando? Rindo de mim? Me sentindo a pior pessoa do mundo? Na realidade, fiz uma viagem no tempo e voltei até a minha infância.

É incrível como a época de escola marca tanto a nossa vida. E arrisco dizer que, certamente, todos nós já nos sentimos um pouco como o Auggie em algum momento.

Mas o livro não retrata apenas os momentos tristes. Felizmente, existem crianças na escola (poucas) que enxergam Auggie exatamente da forma como ele é, um menino divertido e comum. Ele conquista amizades sinceras, que o ajudam a enfrentar os desafios e não desistir da escola.

Um destaque do livro é que podemos acompanhar em capítulos separados a perspectiva de algumas pessoas que convivem com ele. A solidão de sua irmã mais velha, Olívia, os sentimentos de seus amigos, Jack e Summer, e o olhar de personagens que, por acaso, entraram na vida do garoto. Esse recurso utilizado pela autora faz com que possamos enxergar a situação como um todo, lembrando que Auggie não é um “coitadinho”, e que as pessoas ao seu redor também possuem uma vida que nem sempre é fácil.

Para encerrar, deixo uma frase do livro que me identifiquei muito. Algumas pessoas vão discordar desse pensamento, achar até bobo, mas vale a reflexão e fica como “aperitivo”:

“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil…”

3 comentários sobre “Extraordinário – R.J Palacio

  1. Pingback: Retrospectiva – O melhor de 2013 | Avesso e Reverso

Obrigada pelo comentário! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s