“Boyhood” mostra a força do tempo através da juventude

14233-1

Já imaginou se você pudesse sentar em uma sala de cinema e acompanhar seu crescimento (ou envelhecimento) durante os últimos 12 anos?

Essa foi a experiência única que o elenco de “Booyhood”, do diretor Richard Linklater, viveu ao acompanhar as 2 horas e 40 minutos dessa história tão simples e ao mesmo marcante.

O filme conta a história do garoto Mason (Ellar Coltrane), um menino de 6 anos que mora com a mãe, Olivia (Patricia Arquette) e a irmã Samantha (Lorelei Linklater). Mesmo não morando com o pai, Charlie (Ethan Hawke), a relação das crianças com ele é muito próxima.

Basicamente, não acontece nada demais em “Booyhood”. É só uma família com seus altos e baixos, erros e acertos, brigas, momento tristes, alegres…enfim, não esperem uma grande história. Mas, de forma alguma isso tira o brilho do filme. Aliás, é justamente o fato de ser uma história tão simples que causa a identificação logo de cara.

Apesar de Mason ser o personagem principal, e de acompanharmos de forma mais próxima sua infância e juventude, é muito interessante observar também o “crescimento” dos seus pais. Me peguei muito mais pensando no que se passava na cabeça de Olivia ao ver Mason sair de casa, do que nas descobertas da adolescência do rapaz. Talvez, por já ter passado por essa fase, ela não me instigou tanto como essas emoções que eu ainda desconheço.

Outro ponto de destaque são as mudanças físicas dos atores. E é aí que está o grande barato do filme: Esfregar na nossa cara como o tempo passa…e passa rápido, e a gente não se dá conta. Parece muito óbvio mas, vocês sabem…nós não percebemos isso com frequência. E ver essas pessoas envelhecendo nos faz lembrar que isso está acontecendo com a gente…e agora.

boyhood
Três fases de Mason

E, para encerrar, não posso deixar de parabenizar a iniciativa do diretor Richard Linklater. Não deve ter sido nada fácil realizar esse projeto durante todo esse tempo. Que essa ousadia traga muito prêmios e reconhecimento para essa grande obra, que já ficou marcada na história do cinema.

 

 

2 comentários sobre ““Boyhood” mostra a força do tempo através da juventude

Obrigada pelo comentário! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s